Farinhas que emagrecem: conheça as melhores opções

Fontes de vitaminas, fibras e minerais, alguns tipos de farinha auxiliam na perda de peso de maneira prática e saudável

Alguns tipos de farinha – como as de legumes e cereais – estão se tornando cada vez mais populares, pois além de proporcionarem diversos benefícios à saúde, ainda ajudam a eliminar os quilinhos extras.

- Publicidade -Solicitar Cotação!

Dependendo do tipo da farinha, ela pode ser rica em vitaminas, minerais, ômega 3, saciar a fome, equilibrar o metabolismo e até possuir substâncias que reduzem a tendência do corpo em acumular gordura.

Porém, as fibras são as principais responsáveis pelo auxílio das farinhas no processo de emagrecimento.

Farinhas que emagrecem: equilíbrio

É importante ressaltar que para conquistar o resultado desejado é necessário consumir as farinhas de forma regular.

Também é fundamental beber bastante água durante o dia para facilitar a ação das fibras no organismo.

Além disso, é essencial manter uma alimentação equilibrada e saudável, pois de nada adianta encher o prato com opções calóricas e gordurosas e depois acrescentar uma colher de farinha para tentar diminuir o estrago.

Quanto e como consumir?

Geralmente, a recomendação é consumir 2 colheres (sopa) de farinha por dia. Ela pode ser adicionada em iogurtes, sucos, frutas e até mesmo na comida.

Uma dica é alternar a farinha utilizada e também misturar dois ou três tipos. Desta maneira, você garantirá o consumo de nutrientes diferentes.

Consulte um nutricionista e peça orientação sobre quais os melhores tipos de farinhas para o seu organismo e as melhores formas de uso.

Confira também:  Saiba como perder peso rápido de forma saudável

Melhores opções

Existem diversos tipos de farinhas que podem ser usadas na dieta para perder peso com saúde.

Confira uma seleção com as melhores opções disponíveis no mercado, as propriedades de cada uma delas e escolha as que mais se adequam às suas necessidades.

Farinha de amêndoas

A farinha de amêndoas é composta por fibras, que proporcionam maior sensação de saciedade. Também é livre de glúten.

Muito utilizada na preparação de bolos e biscoitos, é uma boa fonte de gorduras. Rica em vitamina E, é uma excelente escolha para quem quer combater os radicais livres – responsáveis pelo envelhecimento precoce.

Farinha de arroz

Diversas preparações como tortas, pães, massas de macarrão e biscoitos, por exemplo, podem ser feitas com a farinha de arroz em substituição à farinha branca.

Este alimento é rico em fibras, que controlam o colesterol e favorece o bom funcionamento do intestino.

Além disso, tem alto teor de proteínas vegetais, que auxilia na recuperação muscular; e carboidratos complexos, que liberam energia devagar e não criam um pico no índice glicêmico.

Farinha de aveia

Versátil, barato e fácil de encontrar, o ingrediente é um excelente substituto da farinha branca no preparo de bolos, pães e biscoitos.

Fonte de fibras, a farinha de aveia colabora para o bom funcionamento do trato intestinal e no controle do colesterol.

Confira também:  Sopas aquecem o corpo e ajudam a emagrecer

Também é uma boa opção para pessoas que têm diabetes, uma vez que auxilia a absorção do açúcar do sangue, mantendo a glicemia controlada.

Porém, é importante ressaltar que algumas farinhas de aveia contêm glúten. Sendo assim, os celíacos devem estar atentos antes de consumi-la.

Fale sempre com seu médico ou nutricionista para tirar todas as dúvidas.

Farinha de berinjela

A farinha de berinjela tem baixo valor calórico e alto teor nutricional, sendo um ótimo aliado nas dietas para emagrecer.

Pelo fato de ser fonte de fibras, ela propicia o aumento da saciedade, regula o funcionamento do intestino, melhora o controle do diabetes e do colesterol, além de ajudar na manutenção do peso corporal.

Farinha de linhaça

Considerada um alimento funcional, a farinha de linhaça nutre e previne doenças. Há dois tipos de semente: linhaça marrom e linhaça dourada. As duas têm os mesmos nutrientes, como o ômega 3, por exemplo.

Essa gordura boa se mostrou bastante eficiente para deixar a cintura mais fina. Isso porque o ômega 3 (guardado dentro da semente) se torna mais acessível na forma de farinha e deixa as células menos inflamadas.

O ômega 3 presente na farinha de linhaça também interfere na leptina – hormônio que controla o apetite.

Ela pode ser adicionada nas frutas, sucos, iogurtes, no arroz e feijão, em vitaminas, preparo de bolos, pães e sopas, entre outros.

Confira também:  Problemas de saúde causados pelo estresse e o excesso de açúcar

Emagreça com saúde

Além das citadas, no mercado há uma infinidade de farinhas que são capazes de colaborar no processo de emagrecimento de forma equilibrada e saudável.

Elas podem ser encontradas em supermercados, casas especializadas, empórios ou lojas online.

Converse com o seu médico ou nutricionista sobre as opções mais adequadas para atender as suas necessidades e escolha as que mais te agradam.

Mude já os seus hábitos alimentares para melhor e tenha mais qualidade de vida!