Cuidados que os homens precisam ter com a saúde

Em geral, eles se preocupam menos que as mulheres com a própria saúde e bem-estar

Não é novidade que os homens são mais relapsos que as mulheres quando o assunto é prevenção e cuidados com a saúde.

- Publicidade -Solicitar Cotação!

Muitos evitam as visitas aos consultórios e só procuram ajuda médica por influência da esposa ou familiares, ou quando os sintomas de alguma doença já estão avançados.

Essa característica do comportamento masculino desencadeia inúmeros prejuízos para a saúde e tem que ser eliminada de vez.

1. Exames Médicos

Homens de todas as idades devem se prevenir contra uma série de doenças que atingem a população masculina no Brasil de forma preocupante.

A partir dos 18 anos, a recomendação é realizar, anualmente, exames periódicos com o clínico geral. A partir dos 40 anos, é necessário que se faça check-ups todos os anos com o urologista, cardiologista e outras especialidades médicas que forem necessárias.

2. Problemas que mais afetam os homens

Câncer de Próstata

Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens brasileiros, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma.

Homens com mais de 50 anos e que apresentam sintomas de problemas na próstata, tais como dificuldades para urinar, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga ou jato urinário fraco devem procurar ajuda médica para fazer uma avaliação.

Câncer de Pulmão

No Brasil, os tipos de câncer mais recorrentes entre os homens são os de pele e de próstata. Porém, o que mais resulta em mortes é o de pulmão.

Confira também:  Alimentos que ajudam para um emagrecimento saudável

O maior fator de risco do câncer de pulmão é o fumo. Mesmo que você tenha fumado muitos anos, se parar as chances caem bastante. É importante ressaltar que o fumante passivo também corre riscos de desenvolver a doença.

Infarto

Problemas cardiovasculares são mais recorrentes em homens, cujo maior vilão é o infarto, que ocorre quando a passagem do sangue nas artérias é bloqueada.

Por consequência o músculo cardíaco começa a morrer e, quanto mais tempo demora o socorro e o tratamento, piores são os danos.

Colesterol alto, diabetes, fumo, pressão alta, idade (a partir dos 45 anos para os homens), sedentarismo e histórico familiar estão entre os maiores fatores de risco para o infarto.

3. Como prevenir

Autoexame mensal

O autoexame dos testículos deve ser feito mensalmente, após o banho, e tem o objetivo de detectar nódulos ou a presença de varizes testiculares.

Exame físico da próstata

Mais conhecido como “toque”, o exame físico da próstata é obrigatório após os 40 anos de idade.

O avanço do câncer de próstata pode ser evitado e, com isso, o tratamento será menos invasivo se o homem fizer o check-up anual que inclui, ainda, a coleta de sangue para dosagem de PSA, que detecta a presença da doença.

Exames gerais

Outros exames preventivos devem ser realizados com frequência pelos homens. Aferir sempre a pressão e acompanhar as taxas de colesterol são medidas fundamentais para evitar doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

Confira também:  Perder peso rápido: 5 dicas para emagrecer com segurança

DST’s

Quando se trata de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), outros testes importantes devem ser realizados, como o de HIV, da hepatite B e C.

Parar de fumar

A fumaça do cigarro é composta por inúmeras substâncias químicas que são absorvidas e eliminadas pelo corpo através da urina, o que aumenta o risco de desenvolvimento de tumores na bexiga.

Outro grande mal causado pelo cigarro é que ele “entope” os vasos sanguíneos. Com isso, a circulação de sangue no pênis é bem menor, o que facilita a ocorrência de disfunção erétil.

Cuide-se bem

Depois de passar por uma avaliação médica, pratique exercícios físicos regularmente; mantenha uma alimentação balanceada, com pouco sal, gordura e produtos industrializados; e evite bebidas alcoólicas.

Além disso, use preservativos em todas as relações sexuais; mantenha-se o mais próximo possível do peso ideal para seu tipo físico e idade; faça exames preventivos; se tiver algum problema de saúde, tome os medicamentos da forma correta e siga as demais orientações médicas.

Ter esses cuidados no dia a dia é essencial para quem quer garantir mais qualidade de vida e longevidade.

4. Escolhas e hábitos

É fundamental o sexo masculino se conscientizar da importância de se cuidar e tomar a responsabilidade para si.

Mais do que genética, cada vez mais pesquisas comprovam que ter a saúde em dia é consequência das escolhas e dos hábitos de vida.

Confira também:  Beber água: os benefícios da hidratação para o organismo

Rotinas saudáveis e acompanhamento médico preventivo são excelentes caminhos para envelhecer com qualidade de vida.