Rinite no inverno: quais cuidados devem ser tomados

Espirros, coceira no nariz e nos olhos, coriza excessiva e nariz entupido são os principais sintomas de quem apresenta o problema

Rinite: Durante a estação mais fria do ano, é natural que as pessoas passem um tempo maior em ambientes fechados para manter o corpo aquecido e evitar alterações no sistema imunológico.

- Publicidade -Solicitar Cotação!

Porém, essa prática pode afetar o sistema respiratório e causar crises de rinite alérgica – um processo inflamatório de hipersensibilidade da mucosa que reveste o nariz.

É a doença de inverno que mais traz desconfortos, como espirros, coriza em excesso, nariz entupido e coceiras. Muitas vezes, esses sintomas são desprezados, se prolongam e todo o processo se torna mais complicado.

No entanto, algumas mudanças simples nos hábitos do cotidiano podem ajudar a diminuir o problema. Confira as principais.

Adapte o horário dos exercícios

Durante o inverno, fique atento aos horários das práticas de exercícios físicos. O ideal, segundo especialistas, é buscar atividades ao ar livre no começo da manhã ou quando já está noite, que é quando os níveis de ozônio no ar estão mais baixos.

Caso tenha dúvidas sobre os melhores horários para se exercitar, busque orientação com um médico ou profissional da área.

Alimentação adequada

A alimentação adequada pode ser uma grande aliada no tratamento e também na prevenção de crises de rinite, especialmente durante o inverno.

Por isso, redobre a atenção nas escolhas do que levar ao prato. Opte por alimentos bons para a imunidade, expectorantes e que ajudam na eliminação do excesso de muco.

Confira também:  Diabetes: saiba mais sobre os tipos de diabetes e como prevenir

Entre os principais, estão: água (hidrata todo o organismo, inclusive as vias aéreas); chás, grãos e sementes (possuem flavonoides, substância com efeito anti-inflamatório); e frutas cítricas (ricas em vitamina C). Um nutricionista poderá fazer recomendações de outros alimentos que ajudam na prevenção da doença.

Evite cortinas e tapetes

É importante evitar o uso de cortinas e tapetes no quarto. Se for impossível, forre os tapetes com um plástico e lave o tecido das cortinas a cada 15 dias.

Bichos de pelúcia, almofadas, móveis e objetos que possam acumular poeira também devem ser evitados. Segundo especialistas, o ideal é que eles nem existam nos ambientes em que pessoas com rinite vivem.

Fique longe de substâncias que irritam o nariz

Uma das medidas essenciais para evitar crises de rinite é se manter afastado de substâncias que irritam o nariz, como produtos de limpeza, perfumes em geral, fumaça de cigarro, poluição, inseticidas e tintas.

Lave os itens de inverno antes de usá-los

Antes de usar roupas de inverno e cobertores guardados há muito tempo no armário, lave tudo. Depois de higienizados e muito bem secos, guarde os itens em sacos de TNT.

Além disso, troque os cobertores de lã e pelos por materiais sintéticos, que causam menos alergia.

Mantenha os ambientes arejados e limpos

Em ambientes ensolarados e com boa ventilação é mais difícil o bolor (fungo) se proliferar. Sendo assim, deixe as janelas e portas abertas, especialmente durante o dia.

Confira também:  Câncer: tipos de câncer mais frequentes entre as mulheres

Todos os cômodos da casa, principalmente os quartos, devem ser limpos com frequência. Se seu quarto tem closet, deixe-o aberto durante o dia e feche somente à noite.

Tire o pó com pano úmido

Um dos erros mais comuns cometidos na hora da limpeza é usar vassouras e aspiradores para retirar o pó do chão e de outras superfícies que acumulam sujeiras. Isso porque eles não eliminam totalmente a poeira dos ambientes.

Neste caso, o ideal é tirar o pó utilizando um pano úmido, que retém a poeira e não permite que ela se espalhe.

Troque a roupa de cama com frequência

As roupas de cama devem ser trocadas, no máximo, a cada cinco dias. Além disso, é importante sacudi-las fora do quarto todas as manhãs.

Forrar travesseiros e colchões com capas impermeáveis é uma maneira de deixar os ácaros bem longe. Sempre que possível limpe com álcool.

Os travesseiros devem ser trocados a cada seis meses, já os colchões devem ser substituídos com intervalos de três a cinco anos, dependendo da qualidade do material.

Use umidificadores de ar com moderação

Os umidificadores elétricos devem ser evitados, especialmente no inverno, pois o excesso ou o mau uso do aparelho podem causar mofo dentro de casa.

Uma alternativa é umidificar a casa com toalhas molhadas ou deixar baldes d’água nos cantos dos cômodos.

Confira também:  Saiba como perder peso rápido de forma saudável

Previna a Rinite

Entender como manter a rinite sob controle e não deixar que as crises interfiram na sua rotina são os primeiros passos para se sentir melhor.

E, o mais importante, mantenha as consultas ao médico em dia. Se informar sobre o seu problema, tirar dúvidas e ser medicado, se preciso for, é a melhor maneira de amenizar os sintomas.

Comece já a colocar em prática as dicas de cuidados no inverno e tenha mais saúde e qualidade de vida.