Chás que ajudam na digestão e seus benefícios para a saúde

O consumo de infusões digestivas serve tanto para tratar quanto para prevenir o problema

Investir em chás com propriedades calmantes e digestivas é uma boa solução caseira para combater a má digestão, assim como gases, barriga estufada e até mesmo dor de cabeça.

- Publicidade -Solicitar Cotação!

Por conter basicamente água e ervas, esse tipo de bebida hidrata o corpo, acelera o metabolismo, combate o inchaço e proporciona sensação de bem-estar.

Eles devem ser preparados pouco antes de serem consumidos para que tenham efeito mais imediato.

Além disso, não devem ser adoçados, pois o mel ou o açúcar podem fermentar e prejudicar o processo de digestão.

Chás que ajudam na digestão

Conheça os chás mais indicados para tratar ou prevenir problemas digestivos e prepare já o seu.

Boldo

Um dos mais procurados quando a questão é problema no estômago, o chá de boldo é uma boa pedida para aliviar os sintomas da má digestão depois de refeições pesadas e gordurosas, consumo excessivo de álcool, entre outros.

Sua eficácia é devido à lactona presente no boldo, que colabora na digestão das gorduras ingeridas.

E, também, pela boldina alcaloide, que estimula o fluxo da bile e, consequentemente, desintoxica as células do fígado sobrecarregadas pela ingestão de álcool em excesso.

Porém, é importante ressaltar que o chá de boldo não deve ser ingerido por gestantes por conta de seu efeito abortivo.

Alecrim

Além de proteger a parede estomacal, o chá de alecrim potencializa a boa digestão. Também é excelente para reduzir dores de cabeça associadas à má digestão.

Confira também:  Beber água faz bem à saúde: Entenda a sua importância

Seu consumo é indicado antes ou depois das principais refeições do dia.

Alfavaca

O chá de alfavaca atua na prevenção de gastrites e vômitos, além de diminuir os gases.

Para aproveitar todos os seus benefícios, o chá de alfavaca deverá ser consumido antes da refeição.

Camomila

A camomila regulariza a função digestiva, ameniza dores no estômago, diminui cólicas intestinais e dores causadas por gases.

Tem propriedades anti-espamódicas e anti-inflamatórias, que colaboram na prevenção de gastrites e úlceras.

O chá de camomila, além de digestivo, também é famoso por ser calmante, sendo capaz de reduzir o esforço feito pelo corpo.

Chá verde

Se misturado com hortelã, o chá verde se torna uma excelente solução caseira e natural para ajudar no processo de digestão.

Isso porque a bebida estimula a produção de ácidos estomacais, aliviando a sensação de barriga cheia e amenizando os sintomas de arrotos frequentes.

Erva-doce

A erva-doce (também conhecida por funcho ou finocchio) é um bom digestivo e seu chá alivia sintomas de estômago estufado, arrotos frequentes, dor gástrica, entre outros.

Possui ação desintoxicante, antioxidante, além de ser fonte de vitamina C. Com sabor suave e doce, muitas vezes é consumido antes de dormir, pois ajuda a relaxar.

Sálvia

Consumir o chá de sálvia pode ser uma boa opção para quem sofre com problemas gastrointestinais, em geral depois do consumo de refeições muito gordurosas, pesadas e em grandes quantidades.

Confira também:  Chás que relaxam e contribuem para uma boa noite de sono

O chá de sálvia estimula a produção de enzimas que participam do processo digestório.

É potente no combate e prevenção a dores e queimações estomacais, pois possui propriedades calmantes. Porém, mulheres grávidas devem evitá-lo.

Opinião de especialista

Em caso de dores frequentes no estômago ou sintomas como febre e vômitos, é aconselhado consultar um médico gastroenterologista.

O especialista trata doenças relacionadas à digestão, cólicas intestinais, prisão de ventre, entre outras.

Antes de consumir chás, as gestantes devem consultar o médico, pois algumas plantas podem ser abortivas.

Equilíbrio

Segundo levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 80% da população faz uso de chás e remédios naturais para prevenir e tratar diversos tipos de doenças.

É importante ressaltar que, apesar de naturais e benéficos à saúde, os chás não devem substituir a ingestão de água.

Além disso, a sugestão é variar as ervas utilizadas e evitar infusões muito concentradas. Desta maneira, você utilizará esta alternativa natural como aliada do seu bem-estar e qualidade de vida.