Terceira idade: cuidados essenciais com a saúde na terceira idade

Atitudes simples podem tornar os dias dos idosos ainda mais agradáveis, física e emocionalmente.

Com a expectativa de vida da população cada vez maior, é fundamental ter atenção e cuidados especiais com a saúde, especialmente na terceira idade. Esta é uma questão muito importante para as famílias e sociedade em geral.

- Publicidade -Solicitar Cotação!

Saiba quais são os cuidados necessários que é preciso ter com a saúde dos idosos, as melhores maneiras de preservar a vitalidade e qualidade de vida e até mesmo como se preparar para esta etapa da vida.

Alimentação balanceada

Manter uma alimentação saudável é uma questão significativa na vida das pessoas, especialmente na dos idosos.

Com o passar dos anos, ocorre uma queda natural no funcionamento de alguns órgãos e sistemas do corpo.
Mas, essa ação pode ser mais lenta e até mesmo amenizada dependendo do estilo de vida adotado. E a alimentação é uma grande aliada nesta prevenção.

Escolhas conscientes

Fazer escolhas conscientes e benéficas do que levar ao prato é um ponto crucial. A recomendação, em geral, é de consumir carboidratos (de preferência integrais), vegetais, gorduras boas (azeite e salmão, por exemplo) e proteínas magras.

Alimentos mais naturais e integrais são bem-vindos. Reduzir produtos industrializados, quantidades de açúcar, sal e gorduras é uma boa pedida para manter os bons hábitos alimentares.

Mais proteínas

Na terceira idade ocorre uma perda muscular considerável, que pode ser reduzida com a ingestão de proteínas saudáveis, como feijões variados, leite, carnes brancas e com pouca gordura, entre outras.

Confira também:  Gengivite: descubra como prevenir a gengivite na gestação

Porém, como a mastigação e a digestão podem se tornar mais dificultosas nesta fase, esses alimentos devem ser servidos em pedaços pequenos, ralados, moídos e até mesmo desfiados para facilitar.

Cérebro e ossos

Alguns alimentos também são grandes aliados na manutenção de um cérebro saudável. Entre eles estão peixes, oleaginosas (castanhas, nozes, etc.) e gema de ovo.

Já os problemas de ossos – que se tornam mais frágeis com o passar dos anos – podem ser combatidos com suplementação de vitamina D e consumo de cálcio.
Em todos os casos, é importante consultar um médico ou nutricionista, que poderá indicar as melhores escolhas.

Atividade física

Grande parte dos idosos apresenta algumas dificuldades comuns nesta fase da vida: perda da densidade dos ossos, do equilíbrio, queda na mobilidade, da massa muscular, além de dores nas articulações.

Para prevenir e até mesmo retardar todos esses problemas, a melhor forma é praticar atividades físicas supervisionadas por um profissional de Educação Física.

Orientação médica

É preciso ressaltar que os idosos devem contar com orientação médica antes iniciar uma rotina de exercícios.
Desta forma, com resultados de exames em mãos, o profissional poderá recomendar o treino mais adequado de acordo com as condições de saúde do paciente.

Hábitos saudáveis

Muitas vezes, as doenças que atingem os idosos (e a população em geral) não têm origem em contaminação ou genética. Elas surgem em consequência de um estilo de vida não saudável e inadequado.
Desenvolver e valorizar hábitos equilibrados contribui, e bastante, no bem-estar das pessoas que estão na terceira idade.

Confira também:  Diabetes controlada: descubra como mantê-la sob controle

Socialização

Manter-se isolado emocionalmente é muito ruim, tanto para o corpo quanto para a mente. A socialização é de grande importância nesta fase. Os idosos devem aproveitar o tempo com pessoas que lhe tragam alegrias e façam bem.

Reunir os amigos para um bate-papo, passear, tomar café com alguém querido ou, ainda, participar de uma rodada de jogos que gosta são boas pedidas.

Corpo em movimento

Fugir do ócio é fundamental. Mesmo que o idoso esteja aposentado, é importante que se mantenha ativo e estimulado.

Desenvolver uma habilidade, ler livros ou até mesmo aprender algo totalmente novo são estímulos que mantêm o cérebro sempre em alerta, e evita também problemas de memória e raciocínio.

Apoio psicológico

A terceira idade é uma etapa que implica transformações e adaptações. Diversas questões podem afetar o senso de utilidade, como mudanças na rotina e aposentadoria. E isso pode resultar em emoções conflitantes.

É nesta fase também que o idoso contabiliza algumas perdas significativas, como amigos, familiares, saúde (que está mais frágil), produtividade, além de limitações físicas.

Todos esses fatores podem causar ansiedade e até mesmo depressão. Por isso, é preciso sempre estar atento. Caso o idoso necessite, é importante ter acompanhamento psicológico.

Consultas médicas regulares na terceira idade

O idoso não deve esperar sentir uma dor para fazer uma consulta médica. Deve visitar um especialista periodicamente e fazer todos os exames recomendados.
Essa atitude colabora na detecção de problemas de saúde em uma etapa precoce, facilitando o tratamento.

Confira também:  Cuidados com os olhos que devemos ter ao longo da vida

Vacinas em dia

Esta é uma forma de prevenção que muitas pessoas pensam ser apenas para crianças. Porém, as vacinas devem ser administradas em todas as fases da vida.

Geralmente, o próprio governo incentiva os idosos a se protegerem contra a gripe e outras doenças. É relevante ficar atento e participar de campanhas de imunização voltadas a essa faixa etária.

Prevenção de acidentes domésticos

Prestar atenção em pequenas coisas que evitam acidentes domésticos também é uma maneira de cuidar da saúde.

Iluminar espaços como escadas e jardim, instalar corrimões em locais estratégicos, colocar adesivos antiderrapantes são algumas medidas eficazes nesse trabalho de prevenção.

Qualidade de vida

Todas as pessoas podem envelhecer com qualidade e manter o bem-estar na terceira idade. A receita é simples, basta ter bons hábitos durante a vida e mantê-los na fase mais madura. Além disso, é importante prezar sempre pela paz e felicidade!